Clínico 2017-10-25T02:49:16+00:00

TRATAMENTO CLÍNICO

ODONTOLOGIA CLÍNICA

Tratamentos para bruxismo, canal, restaurações. A conveniência de se fazer um tratamento completo que abrange diversas especialidades em um só lugar. Informe-se também sobre nosso programa de prevenção em saúde bucal.

Na boca existem milhões de bactérias. Quando ocorre algum tipo de desequilíbrio estas bactérias podem causar doenças bucais como a gengivite e a cárie.

Quando a cárie atinge a polpa dental ou quando a gengivite avança no sentido do sulco gengival, estes microrganismos caem no sistema circulatório e chegam aos outros órgãos como o cérebro, o coração e o pulmão além da placenta.

Manter um estilo de vida saudável com alimentação balanceada e higienização bucal adequada sempre com fio dental são importantes para se evitar estas doenças.

Mesmo que as suas gengivas não sangrem ou que você não sinta dor nos dentes, faça uma consulta a cada 6 meses com um cirurgião-dentista para fazer um check-up e uma profilaxia dentária.

A prevenção sempre será a melhor opção de tratamento.

A endodontia é a especialidade que trata das doenças relacionadas à polpa dental (vulgarmente chamada de nervo).

A principal causa que leva ao tratamento endodôntico é a cárie, mas também existem outros motivos como os traumatismos e os desgastes dentários. Isso ocorre porque a polpa dental inflama-se irreversivelmente causando dor latejante que aumenta com o calor (polpa viva).

Quando a polpa necrosa ou morre, pode não haver dor, ou dói apenas ao mastigar. Mesmo assim é necessário o tratamento endodôntico.

O tratamento endodôntico é realizado removendo-se essa polpa inflamada ou necrosada, alargando e desinfectando o canal em todo o seu comprimento e preenchendo-o hermeticamente com um material plástico chamado guta-percha e com cimento endodôntico.

Finalizado o tratamento endodôntico, será necessária a restauração do dente para restabelecer a forma e a função normal do dente. Pode ser feito um reforço internamente ao dente com um núcleo ou pino, para aumentar a sua resistência.

Em nossa clínica usamos uma aparelhagem de última geração para um tratamento endodôntico mais rápido e eficiente como o localizador apical para medir o comprimento do canal com precisão e o motor endodôntico para instrumentação do canal. É um procedimento praticamente indolor pois é realizado sob efeito de uma potente anestesia local.

A dentística restauradora tem o propósito de tratar e recuperar a forma e a funcionalidade dos dentes afetados por uma cárie ou trauma através de restaurações diretas ou indiretas.

A dentística também pode contribuir para melhorar a estética e harmonia do sorriso ocultando desta forma qualquer imperfeição visível nos dentes.

A extração do dente siso (também conhecido como terceiro molar) é um procedimento cirúrgico que retira o referido dente.

Os sisos são dentes que muitas vezes não crescem de maneira completa ou adequada e acabam ficando inclusos ou semi-inclusos presos ao osso mandibular o que causa incômodo. É este incômodo que faz as pessoas procurarem o dentista para descobir o que há de errado.

A idade ideal para a extração do siso, caso se observe problemas em seu nascimento, é entre 15 e 20 anos de idade tendo em vista que a cicatrização é melhor nesta faixa etária.

O bruxismo é uma parafunção da mastigação. Ou seja, é o apertamento ou rangimento dos dentes que ocorre durante ao dia ou à noite. Pode atingir qualquer pessoa em qualquer idade, inclusive crianças.

O bruxismo noturno é o que causa maior dano às estruturas dentais (esmalte principalmente) por se caraterizar de uma contratura muscular involúntária muito mais intensa. Tanto que é praticamente impossível fazer a sua simulação conscientemente.

A relação do bruxismo com o estresse existe em todos os casos, sendo esta a principal mas não a única causa. Na maioria dos pacientes há maloclusões (problemas na mordida) e apinhamentos dentais o que tende à agravar os problemas.

Além da perda de estrutura dental, as consequências do bruxismo são as dores que, além dos dentes, acomete a face, o pescoço, ouvidos e os músculos da mastigação fatigados por horas de exercício extenuante.

Nos dentes que recebem maior carga, pode haver também a diminuição do osso de suporte dental e retração gengival, podendo provocar mobilidade do elemento dental.

O tratamento do bruxismo depende de vários fatores e é sempre complexo.

Uma avaliação com um dentista é necessária para avaliar a presença de maloclusão e o grau de severidade do bruxismo.

Existem bons tratamentos paliativos com o uso de aparelhos de acrílico que absorvem a força da mordida, associados à medicamentos específicos.

Uma correção ortodôntica ou um ajuste oclusal (por desgaste seletivo dos dentes) podem ser necessários, pois uma mordida perfeita ajuda a equilibrar as forças de mastigação e diminuir os danos causados.

Tratamentos para bruxismo, canal, restaurações. A conveniência de se fazer um tratamento completo que abrange diversas especialidades em um só lugar. Informe-se também sobre nosso programa de prevenção em saúde bucal.

Na boca existem milhões de bactérias. Quando ocorre algum tipo de desequilíbrio estas bactérias podem causar doenças bucais como a gengivite e a cárie.

Quando a cárie atinge a polpa dental ou quando a gengivite avança no sentido do sulco gengival, estes microrganismos caem no sistema circulatório e chegam aos outros órgãos como o cérebro, o coração e o pulmão além da placenta.

Manter um estilo de vida saudável com alimentação balanceada e higienização bucal adequada sempre com fio dental são importantes para se evitar estas doenças.

Mesmo que as suas gengivas não sangrem ou que você não sinta dor nos dentes, faça uma consulta a cada 6 meses com um cirurgião-dentista para fazer um check-up e uma profilaxia dentária.

A prevenção sempre será a melhor opção de tratamento.

A endodontia é a especialidade que trata das doenças relacionadas à polpa dental (vulgarmente chamada de nervo).

A principal causa que leva ao tratamento endodôntico é a cárie, mas também existem outros motivos como os traumatismos e os desgastes dentários. Isso ocorre porque a polpa dental inflama-se irreversivelmente causando dor latejante que aumenta com o calor (polpa viva).

Quando a polpa necrosa ou morre, pode não haver dor, ou dói apenas ao mastigar. Mesmo assim é necessário o tratamento endodôntico.

O tratamento endodôntico é realizado removendo-se essa polpa inflamada ou necrosada, alargando e desinfectando o canal em todo o seu comprimento e preenchendo-o hermeticamente com um material plástico chamado guta-percha e com cimento endodôntico.

Finalizado o tratamento endodôntico, será necessária a restauração do dente para restabelecer a forma e a função normal do dente. Pode ser feito um reforço internamente ao dente com um núcleo ou pino, para aumentar a sua resistência.

Em nossa clínica usamos uma aparelhagem de última geração para um tratamento endodôntico mais rápido e eficiente como o localizador apical para medir o comprimento do canal com precisão e o motor endodôntico para instrumentação do canal. É um procedimento praticamente indolor pois é realizado sob efeito de uma potente anestesia local.

A dentística restauradora tem o propósito de tratar e recuperar a forma e a funcionalidade dos dentes afetados por uma cárie ou trauma através de restaurações diretas ou indiretas.

A dentística também pode contribuir para melhorar a estética e harmonia do sorriso ocultando desta forma qualquer imperfeição visível nos dentes.

A extração do dente siso (também conhecido como terceiro molar) é um procedimento cirúrgico que retira o referido dente.

Os sisos são dentes que muitas vezes não crescem de maneira completa ou adequada e acabam ficando inclusos ou semi-inclusos presos ao osso mandibular o que causa incômodo. É este incômodo que faz as pessoas procurarem o dentista para descobir o que há de errado.

A idade ideal para a extração do siso, caso se observe problemas em seu nascimento, é entre 15 e 20 anos de idade tendo em vista que a cicatrização é melhor nesta faixa etária.

O bruxismo é uma parafunção da mastigação. Ou seja, é o apertamento ou rangimento dos dentes que ocorre durante ao dia ou à noite. Pode atingir qualquer pessoa em qualquer idade, inclusive crianças.

O bruxismo noturno é o que causa maior dano às estruturas dentais (esmalte principalmente) por se caraterizar de uma contratura muscular involúntária muito mais intensa. Tanto que é praticamente impossível fazer a sua simulação conscientemente.

A relação do bruxismo com o estresse existe em todos os casos, sendo esta a principal mas não a única causa. Na maioria dos pacientes há maloclusões (problemas na mordida) e apinhamentos dentais o que tende à agravar os problemas.

Além da perda de estrutura dental, as consequências do bruxismo são as dores que, além dos dentes, acomete a face, o pescoço, ouvidos e os músculos da mastigação fatigados por horas de exercício extenuante.

Nos dentes que recebem maior carga, pode haver também a diminuição do osso de suporte dental e retração gengival, podendo provocar mobilidade do elemento dental.

O tratamento do bruxismo depende de vários fatores e é sempre complexo.

Uma avaliação com um dentista é necessária para avaliar a presença de maloclusão e o grau de severidade do bruxismo.

Existem bons tratamentos paliativos com o uso de aparelhos de acrílico que absorvem a força da mordida, associados à medicamentos específicos.

Uma correção ortodôntica ou um ajuste oclusal (por desgaste seletivo dos dentes) podem ser necessários, pois uma mordida perfeita ajuda a equilibrar as forças de mastigação e diminuir os danos causados.

Clique no botão e marque sua consulta via Whatsapp.

WHATSAPP

Clique no botão e marque sua consulta via Whatsapp.

WHATSAPP